"Esforça-te como se nunca tivesses ganho,
actua como se nunca tivesses perdido!"

36 Conselhos para viver bem

Na so­ci­e­dade de hoje, em que há uma mul­ti­pli­ci­dade de sis­temas de va­lores sem ne­nhum pa­drão mar­ca­da­mente ab­so­luto, não é fácil fazer as es­co­lhas que levam à “vida boa”. Mas o pre­si­dente da Y Com­bi­nator (uma das mais bem su­ce­didas em­presas im­pul­si­o­na­doras de star­tups) deixa uma série de con­se­lhos que o podem ajudar a atingir esse ob­je­tivo.

“Fiz 30 anos na se­mana pas­sada e um amigo per­guntou-me se tinha des­co­berto al­guns con­se­lhos de vida na úl­tima dé­cada que va­lham a pena passar para as ge­ra­ções vin­douras. Estou um pouco he­si­tante em pu­blicar isto porque acho que estas listas ge­ral­mente pa­recem fú­teis, mas aqui fica uma versão mais clara da minha res­posta.”

Os dias são longos, mas as décadas são curtas

  1. Nunca coloque a sua família, amigos ou outras pessoas importantes nos últimos lugares da sua lista de prioridades. Prefira um punhado de amigos verdadeiros e chegados a uma centena de conhecidos. Não perca o contato com velhos amigos. Ocasionalmente fique a falar com as pessoas até o sol nascer. Organize festas.
  2. A vida não é um ensaio geral – isto é provavelmente tudo o que temos. Faça com que valha a pena. O tempo é extremamente limitado e passa rápido. Faça aquilo que o faz sentir feliz e realizado – de qualquer forma, são poucas as pessoas recordadas centenas de anos depois da sua morte. Não faça coisas que não o fazem feliz (isto acontece com mais frequência quando as outras pessoas querem que você faça alguma coisa). Não perca tempo tentando manter relacionamentos com pessoas de quem não gosta, e livre-se das pessoas negativas da sua vida. A negatividade é muito má. Não se deixe iludir com desculpas para não fazer as coisas que quer fazer.
  3. Como ter sucesso: escolha a coisa certa a fazer (isto é crucial e geralmente ignorado), concentre-se, acredite em si próprio (especialmente quando os outros lhe dizem que não vai funcionar), desenvolva laços pessoais com pessoas que irão ajudá-lo, aprenda a identificar pessoas talentosas, e trabalhe arduamente. É difícil descobrir no que podemos trabalhar, porque pensar em algo original é difícil.
  4. No trabalho: é difícil fazer um bom trabalho, numa profissão em que não tem qualquer interesse. E é difícil ser-se totalmente feliz/realizado na vida se não gosta do que faz na sua vida profissional. Trabalhe muito arduamente – um número surpreendente de pessoas vão ficar ofendidas por ver que escolheu trabalhar arduamente, mas não tão arduamente que o resto da sua vida lhe passe ao lado. Ambicione ser o melhor do mundo em tudo o que fizer profissionalmente. Mesmo se falhar, provavelmente acabará num bom lugar. Descubra o seu próprio sistema de produtividade – não perca tempo ao ser desorganizado, a trabalhar por vezes de forma não produtiva, etc. Não tenha medo de correr alguns riscos na sua carreira, especialmente no início. A maioria das pessoas escolhe a sua carreira muito aleatoriamente – pense mesmo muito sobre o que gosta, quais as áreas em que pode ser bem sucedido, e tente falar com pessoas dessas áreas.
  5. No dinheiro: quer o dinheiro compre ou não a felicidade, pode comprar a liberdade, e isso é um grande negócio. Além disso, a falta de dinheiro é muito stressante. Em quase todos os aspetos, ter dinheiro suficiente para não stressar sobre o pagamento da renda faz mais pelo seu bem-estar do que ter dinheiro suficiente para comprar o seu próprio jato. Ganhar dinheiro é muitas vezes mais divertido do que gastá-lo, embora eu, pessoalmente, nunca me tenha arrependido do dinheiro gasto com amigos, novas experiências, a economizar tempo, viagens, e causas em que acredito.
  6. Converse mais com as pessoas. Leia conteúdos mais longos e menos tweets. Veja menos TV. Gaste menos tempo na internet.
  7. Não desperdice o seu tempo. A maioria das pessoas desperdiça a maioria do seu tempo, especialmente em negócios.
  1. Não se deixe levar. Como Paul Graham me disse uma vez: “As pessoas podem tornar-se formidáveis, mas é difícil prever quem”. (Existe uma grande diferença entre ser confiante e arrogante. Tente apontar para o primeiro, obviamente.)
  2. Tenha objetivos claros para si mesmo todos os dias, a cada ano, e para cada década.
  3. No entanto, fazer planos pode ser importante, mas se uma grande oportunidade surgir deve aceitá-la. Não tenha medo de fazer algo um pouco imprudente. Uma das vantagens de trabalhar arduamente é que as boas oportunidades vão surgir no seu caminho, mas depende de si aproveitá-las quando ela surgirem.
  4. Faça um esforço para estar rodeado de pessoas inteligentes, interessantes e ambiciosas. Trabalhe para elas e contrate essas pessoas (na verdade, uma das coisas mais gratificantes do mundo do trabalho é a criação de relacionamentos profundos com muito boas pessoas). Tente passar tempo com as pessoas que estão entre os melhores do mundo no que fazem ou que são extremamente promissoras apesar de completamente desconhecidas. É mesmo verdade que você se torna numa média das pessoas com as quais gasta mais tempo.
  5. Minimize a sua própria carga cognitiva de coisas que o distraiam e que realmente não importam. É difícil salientar o quão importante isto é, e o quão mau é que a maioria das pessoas se dedique a isto. Livre-se das distrações na sua vida. Desenvolva formas muito sólidas que evitem que a porcaria da qual não gosta se acumule e mantenham os seus ciclos mentais, especialmente na sua vida profissional.
  6. Mantenha a sua taxa de dívidas pessoais baixa. Isto, por si só, vai dar-lhe uma série de oportunidades na vida.
  7. Os verões são o melhor do melhor.
  8. Não se preocupe tanto. As coisas na vida raramente são tão arriscadas quanto parecem. A maioria das pessoas são muito adversas ao risco, e assim a maioria dos conselhos é tendencialmente mais na direção dos caminhos conservadores.
  9. Peça o que quer.
  10. Se acha que se vai arrepender de não fazer alguma coisa, provavelmente deve fazê-la. O arrependimento é horrível, e a maioria das pessoas arrepende-se muito mais das coisas que não fizeram do que as coisas que fizeram.
  11. Faça exercício. Coma bem. Durma. Vá para a natureza com alguma regularidade.
  12. Faça um esforço para ajudar as pessoas. Existem poucas coisas na vida tão gratificantes. Seja simpático para com os estranhos. Seja simpático, mesmo quando isso não importa.
  13. A juventude é uma coisa realmente incrível. Não a desperdice. De facto, durante os seus anos 20 até 30, acho que é ok tomar uma atitude de: “Dê-me disciplina financeira, mas não agora.” Todo o dinheiro do mundo nunca lhe vai comprar o tempo que ficou para trás.
  14. Diga aos seus pais que gosta deles com mais frequência. Vá a casa e visite sempre que puder.
  15. Isto também vai desaparecer um dia.
  16. Aprenda vorazmente.
  17. Faça coisas novas frequentemente. Isto parece ser realmente importante. Não só porque fazer coisas novas parece retardar a perceção do tempo, aumentar a felicidade, e manter a vida interessante, mas também porque parece impedir as pessoas de calcificarem-se nas suas formas de pensar. Aponte para fazer algo grande, novo e arriscado a cada ano na sua vida pessoal e profissional.
  18. Lembra-se de como amou intensamente o seu namorado/namorada quando era adolescente? Ame-o/a tão intensamente agora, também. Lembra-se do quão animado e feliz ficava com as coisas quando era miúdo? Recupere esse sentimento e fique assim tão animado e feliz agora, também.
  1. Não engane as pessoas e não queime pontes. Escolha as suas batalhas com cuidado.
  2. Perdoe as pessoas.
  3. Não persiga estatutos. Os estatutos sem substância não funcionam por muito tempo e são insatisfatórios.
  4. A maioria das coisas são aceitáveis com moderação. Quase nada é aceitável em quantidades extremas.
  5. A angústia existencial faz parte da vida. Ela é particularmente percetível em torno dos grandes eventos da vida de alguém ou logo após ter conseguido alcançar um grande marco na sua carreira. Parece afetar principalmente as pessoas inteligentes e ambiciosas. Eu acho que esta é uma das razões para algumas pessoas trabalham tão arduamente, desta forma não passam tanto tempo a pensar sobre isso. Não há nada de errado por se sentir assim; não está sozinho.
  6. Seja grato e mantenha os problemas em perspetiva. Não reclame demais. Não odeie o sucesso das outras pessoas (mas lembre-se que algumas pessoas vão odiar o seu sucesso, e tem que aprender a ignorá-lo).
  7. Seja um fazedor, não um falador.
  8. Com o tempo, é possível ajustar-nos a qualquer coisa, boa ou má. Os seres humanos são notáveis a fazer isto.
  9. Pense por alguns segundos antes de agir. Se estiver zangado pense por alguns minutos.
  10. Não julgue os outros muito rapidamente. Nunca sabe toda a sua história e por que razão eles fizeram ou não fizeram alguma coisa. Seja empático.
  11. Os dias são longos, mas as décadas são curtas.
2015-05-08T18:10:31+00:00 Maio 8th, 2015|
error: